Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O BLOG DO VILAS

POR LUÍS VILAS ESPINHEIRA

O BLOG DO VILAS

POR LUÍS VILAS ESPINHEIRA

FINALMENTE UM BLOGUE!

Ou será "blogue"?

Sempre me considerei uma pessoa com muito para partilhar e, com toda a honestidade, sempre senti que as pessoas gostam de me ouvir. Mais recentemente, descobri que as pessoas também gostam de me ler. As redes sociais estimularam a minha faceta da escrita, sobretudo na produção de textos de opinião. Gosto muito do debate, de fazer perguntas, de ser provocador, de partilhar a minha perspetiva sobre a vida e de ouvir a dos outros. Para além disso, em 2018 entrei no mundo da literatura, com o lançamento do meu primeiro romance "Prenúncio de Morte". Em 2019, lanço "A Madrasta".

Um blogue fazia sentido há muito tempo, mas, apenas em reflexões deste isolamento devido ao Covid-19 é que descobri que este era o momento ideal. Há quem faça pão, há quem publique no TikTok e eu criei um blogue.

Costumo dizer que tenho o melhor de todos os mundos. Vivo num meio muito pequeno, sou extremamente sociável e falo com toda a gente. Digamos que, sempre fiz por me dar a conhecer e, no meio em que vivo, foi simples ter alguma exposição. Apresento eventos da Câmara, participo em tudo o que posso e gosto de aparecer, no geral.

Trabalho na discoteca Club Alfândega e dou aulas de Português do 1.º ao 12.º ano na unidade de Caminha dos Ginásios de Educação Da Vinci, para além de dar aulas de Inglês como atividade extra-curricular aos alunos do ensino básico.

Nos tempos livres escrevo muito, leio e vejo séries (consumo histórias, no geral). Saio muito à noite e não há nada que aprecie mais do que estar fora de casa, rodeado de pessoas.

Quando estou em casa, também tenho muito com o que me entreter, pois a fauna e a flora são de uma diversidade considerável. Toda a minha vida fiz questão de estar rodeado de animais e plantas. Mesmo quando estudava na cidade, levava plantas, tartarugas, peixes e hamsters para casa, para mal dos pecados dos meus colegas que acordavam às tantas da noite com os roedores a fazer exercício na roda. Ainda hoje eles acham que eu sou um tanto bizarro.

Tenho dois cães, um número indeterminado de gatos, três tartarugas, um aquário com peixes e uma família que alinha comigo nisto tudo. 

"Blog do Vilas", sem trocadilhos nem subjetividades, porque esta página vai ser aquilo que eu terei de mais próximo de mim, neste formato, na primeira pessoa. Utilizei o estrangeirismo sem adaptação, "blog", diretamente do Inglês, porque é mais fiel à linguagem da internet, mais prático e fácil de encontrar. Esta forma está dicionarizada, tal como a adaptada, "blogue", que eu tenho vindo a utilizar neste texto. Pois é, como sou licenciado em Linguística e sou apaixonado pelo Português no geral, vou aproveitar para partilhar conhecimentos nesta área, em esclarecimentos como este. Para além disso, vou usar a minha faceta de conversador para publicar entrevistas com pessoas que eu ache que tenham histórias interessantes para contar.

Esta época é a ideal para criar um blogue. Está tudo a acontecer. Não falo apenas da minha vida em específico, mas do mundo no geral. Entre vírus, populistas escroques, uma nova forma de ver o mundo e pessoas fechadas em casa, há sempre alguma coisa para dizer.

Conto convosco para esta nova aventura!

 

WhatsApp Image 2020-04-27 at 18.33.16.jpeg

SIGAM-ME NO INSTAGRAM: @luisvilasespinheira